SONETO

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W Z

Contador de Visitas

Na Internet desde 2005.
mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterToday2766
mod_vvisit_counterYesterday5770
mod_vvisit_counterThis week21257
mod_vvisit_counterLast week46480
mod_vvisit_counterThis month135713
mod_vvisit_counterLast month275956
mod_vvisit_counterAll days13179906

We have: 79 guests, 7 bots online
Your IP: 54.198.3.154
 , 
Today: Ago 21, 2014
Nº de colaboradores: 178

Estatísticas

Há 1609 verbetes publicados

SONETO

Género lírico de origem italiana: soneto, melodia do franco provençal sonet, diminutivo de suono (som, melodia) vindo do latim sonus. Atribui-se geralmente a sua criação a Petrarca, séc. XIV, mas na realidade trata-se de uma forma métrica primeiro documentada em Giacomo da Lentino, na primeira metade do séc. III. É controversa a sua raiz, mas a teoria mais autorizada será aquela que considera uma elaboração feita a partir de formas da poesia popular da Sicília, pátria de Lentino.

Ainda antes de Petrarca, que foi realmente o poeta que mais aperfeiçoou o soneto, encontramos Guittone d’Aresso, na segunda metade do séc. XII, que adoptou a rima abba, a mais rigorosa das quadras.

O soneto é composto por 14 versos com um esquema rimático que forma duas quadras e dois tercetos. No soneto dito petrarquiano ou regular, esse esquema é sobretudo abba abba cdc (cde) dcd (cde). No entanto, já no Renascimento foram usadas diversas variantes. A mais notável é a do “soneto inglês”, no qual o esquema passa a ser três quadras e um dístico. O verso usado é o decassílabo, embora actualmente sejam aceites outras formas. Quanto ao conteúdo, as quadras expõem o assunto, cujas conclusões aparecem nos tercetos ou, no caso inglês, no dístico. O soneto foi cultivado em todas as épocas, mesmo quando o Romantismo iniciou o culto do verso branco. Como escreveu António Coimbra Martins no Dicionário de Literatura, trata-se de “um caso único de sobrevivência de um molde literário à evolução e às revoluções do gosto”.

Bibliografia

A. F. Scott: Current Literary Terms. A Concise Dictionary (1974); Agostinho de Campos: Estudos sobre o Soneto (1936); Biblos Enciclopédia Verbo de Literaturas de Língua Portuguesa, vol. V (2005); Leo Negrelli: Il soneto portoghese - Dalle Origine a Nostri Giorni (1964)

comentários (1)
porFernando, Janeiro 22, 2011
http://pt.wikipedia.org/wiki/Soneto_Brasileiro